martaA senadora Marta Suplicy (PT-SP) elogiou a sugestão de Proposta de Emenda Constitucional (PEC) que pretende assegurar direitos aos gays, lésbicas, transexuais e travestis de todo o País, como o de casamento civil, adoção e licença natalidade de 180 dias. 


O texto, elaborado pela Comissão Especial de Diversidade Sexual da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), foi entregue à senadora nesta terça-feira (23/08), juntamente com o projeto de criação do Estatuto da Diversidade Sexual. O projeto pretende adequar à legislação brasileira todas as decisões tomadas pelo Supremo Tribunal Federal (STF) em relação à população LGBTT - Lésbicas Gays Bissexuais Transexuais e Travestis, como a união estável para casais homossexuais. Protegidas por lei os homossexuais ganharam vários direitos, dentre eles: adotar crianças e adolescentes, receber herança do companheiro, receber pensão alimentícia e unir-se com separação de bens.

Já a PEC tem como um de seus principais ponto a criminalização da homofobia e estabelece a pena de dois a cindo anos de reclusão para aqueles que praticarem atos de discriminação e preconceito em virtude da orientação sexual de alguém. A mesma punição se estende aos que incitarem o ódio ou pregarem a inferioridade de um indivíduo por causa de sua orientação sexual ou identidade de gênero.

A discriminação no mercado de trabalho e nas relações de consumo também são penalizadas com reclusão que varia de um a três anos.

Estratégia

Para a senadora, a única dificuldade existente é quanto à apresentação as medidas por meio de uma PEC, já que 1/3 dos senadores terão de apoiar a proposta para que ela tramite no Congresso Nacional. A exemplo do que acontece com o PLC 122/2006, que criminaliza todas as formas de preconceito – religioso, pessoas com deficiência, idosos e, inclusive homofobia - relatado por Marta, certamente a proposta também enfrentará resistência de setores como o da igreja.

"Ter uma PEC desse gabarito, elaborada por uma equipe da OAB desse nível, é uma proposta que nos deixa muito a vontade para apresentá-la, num momento conveniente. É um estudo muito completo", avaliou Marta Suplicy.

A senadora acredita que, estrategicamente, será importante aprovar primeiro o PLC 122/2006, até porque a sua tramitação está mais avançada, já foi aprovada pela Câmara dos Deputados e resta apenas a votação no Senado. O segundo passo, na avaliação de Marta, é apresentar a PEC, que é uma matéria mais ampla e complexa. "A PEC é bem mais difícil de aprovar. Então, vamos começar com a homofobia e avaliar o momento adequado para fazer uma PEC com essa amplitude, que é realmente o sonho que nós gostaríamos para todo o País", explicou a senadora.

Avanço

O Estatuto da Diversidade Sexual conta com 109 artigos, que alteram 132 dispositivos legais. O Estatuto criminaliza a homofobia, reconhece o direito à livre orientação sexual e iguala os direitos fundamentais entre heterossexuais e LGBTs.

"O Estatuto da Diversidade Sexual é um avanço. Isso nunca havia sido pensado em relação às questões LGBT", reconheceu Marta Suplicy, acrescentando que é inquestionável a importância da matéria.

Além do reconhecimento da união estável entre pessoas do mesmo sexo, o Estatuto estende o direito ao casamento civil, à adoção de filhos, à reprodução assistida por meio do Sistema Único de Saúde (SUS), à hormonoterapia e cirurgia de adequação do aparelho sexual à identidade de gênero (troca de sexo) também pelo SUS, e à troca do nome em documentos e registros públicos.

O Estatuto prevê também a criação de delegacias especializadas para o atendimento de denúncias por preconceito sexual contra LGBTs, atendimento privado para exames durante o alistamento militar e assegura a visita íntima em presídios para companheiros ou companheiros.

Eunice Pinheiro

Leia
 a íntegra do Estatuto da Diversidade Sexual


Leia a íntegra da Proposta de Emenda Constitucional apresentada pela OAB

PLC 122/2006

Ouça a entrevista da senadora Marta Suplicy

Clique com o botão direito do mouse para baixar o áudio 


Leia também

Marta Suplicy apresenta minuta de um novo projeto

De alguns pontos eu não abro mão", diz Marta Suplicy

Fonte: Assessoria de Imprensa da Liderança do PT no Senado

AddThis Social Bookmark Button

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Reforma política, já

Nuvem de Tags

Espaço Aberto

Pergunte ao Senador

Portal Oficial da Liderança do PT no Senado

Senado Federal, Praça dos Três Poderes, Ala Alexandre Costa, Gab. 09 | CEP 70160 - 900 | Brasília-DF

Tel.: (61) 3303-3191 | Fax: 3303-1743 | E-mail: asslidpt@senado.gov.br